Redes Sociais conectam ideias e visões de mundo

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Dos direitos e deveres

Luciano Alvarenga
O Brasil era um país pobre, agora é um país de coitados. Era um país autoritário, agora é um país de bundão. É impressionante como o coitadismo fincou raízes entre nós. Democracia no Brasil é isso: direitos; os coitadinhos tem mais direitos individuais que o Titanic tinha de pregos e parafusos.
Se na Inglaterra democracia está ligada a virtude social e a ideia que são os deveres que lhe dão direitos, isto é, se você trabalha e mantém a casa, merece o respeito de quem é mantido por você. Entre nós é o contrário, você trabalha e mantém a casa, por que eu não pedi pra nascer. Entre nós ter direito se transformou numa demanda divina.
Filósofos ingleses do século 18 e 19 suspeitavam que uma democracia baseada em direitos criaria um divóricio entre direitos e deveres. Isto é, com o tempo ninguém mais falaria em deveres e toda a sociedade se transformaria numa massa de coitadinhos demandando mais e mais direitos.
Numa sociedade em que todos temos apenas direito, o resultado é uma sociedade de gente apática, sem moral nem virtude.

É o que viramos depois que todo mundo se transformou em vitima. 

Nenhum comentário: