Redes Sociais conectam ideias e visões de mundo

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Água. A hora H chegou

Luciano Alvarenga
Passava pela rua nesse sábado quando vi um homem lavando a calçada do seu bar. Gritei do carro: “a água vai acabar”, e ele respondeu “não tem problema”.
Não tem problema mesmo? Será que realmente acreditamos que não há problema? Ou, na verdade, não conseguimos fazer o certo.
Interessante como as pessoas tem uma dificuldade crônica em mudar suas atitudes. O que se esconde por trás da resposta daquele homem é: eu posso continuar fazendo o que faço por que outros vão economizar e não faltará água. Na última hora a água estará aí. Coisa de adolescente, claro, irresponsabilidade.
O que veremos em São Paulo em 2 ou 3 meses será uma tragédia. Somatório de ações governamentais que não foram feitas no tempo devido. E uma cultura de desperdício de água que faz a população gastar água como se ela não acabasse.
Alertas ambientais estão sendo feitos à décadas. Governos e populações tiveram muito tempo pra fazer diferente, mudar, preservar, alterar hábitos, nada foi feito.
O governo de São Paulo só admitiu que faltará água ha uma ou duas semanas, não queria alarmar a população nem perder votos, por isso não avisou antes, mesmo que ele soubesse da tragédia que se anunciava.
Tem uma propaganda da prefeitura de rio Preto, mas isso é geral, que fala sobre a dengue, a propaganda pede em tom carinhoso, quase infantil que a população combata a dengue em seus quintais, “mata o aedis ai, gente”. A propaganda deveria é falar grosso e dizer que tem combater a dengue e pronto. Dever de cidadão.

O fato é o seguinte: a hora H chegou. Esse ano São Paulo vai encontrar seu destino. 

Nenhum comentário: