Redes Sociais conectam ideias e visões de mundo

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

O reencontro


O reencontro


Por  | Na Mira do Regis – 10 horas atrás
Quando penso que "amor" virou sinônimo de babaquice nos dias de hoje, vejo que tem gente que lida com isto de uma outra forma...
A história é a seguinte: uma das mais famosas – e controversas - artistas performáticas dos tempos modernos, a sérvia Marina Abramovic teve uma incandescente relação de amor e de parceria intelectual/artística com o também agitador performático alemão Frank Uwe Laysiepen, cujo nome artístico é Ulay.
Ambos se conheceram no início dos anos 70 e passaram a atuar juntos. O casal morou dentro de um furgão por cinco anos, quando realizavam performances por toda a Europa, polemizando e escandalizando as pessoas comuns, a imprensa e até mesmo os críticos especializados da área.
Foi então que, alguns anos depois, Marina e Ulay chegaram à conclusão que a relação dos dois havia chegado ao fim, artística e emocionalmente. Para marcar este encerramento, o casal decidiu percorrer a Grande Muralha da China, sendo que cada um começou a caminhar do lado oposto ao outro. Quando se encontraram no meio da grande fortaleza, deram um último grande abraço um no outro e nunca mais se reencontraram.
Corte para MoMa de Nova Iorque, 23 anos depois, em 2010. Marina, já uma artista consagrada no mundo artístico, é homenageada com uma grande retrospectiva de sua inquietante obra. Neste evento, ela compartilhava um minuto de silêncio com cada estranho que sentasse à sua frente em uma mesa. Foi então que Ulay, convidado pela direção do MoMa sem que Marina soubesse, decide sentar na frente dela e...
O que aconteceu a seguir vai causar as mais diferentes reações. Descreva a sua...

Nenhum comentário: