Redes Sociais conectam ideias e visões de mundo

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Paraibuna no rumo certo?



Se Paraibuna está no rumo certo por que o Barros está com depressão? O prefeito foi reeleito com 70% dos votos; teve dinheiro para administrar como nunca antes um prefeito da cidade teve. O gasoduto da petrobrás e agora a duplicação da Tamoios joga no caixa da prefeitura uma quantia de dinheiro que possibilita o desenvolvimento de qualquer projeto na cidade. Elegeu a maioria na Câmara, tem dois virtuais candidatos a sua sucessão, Vitão e Helô. Mesmo assim o prefeito entrou em depressão tão logo ganhou a reeleição. Por quê?
A versão mais difundida à explicar seus problemas emocionais seria as recentes mortes na família e as preocupações familiares. Embora não possamos diminuir a importância dos problemas familiares e a sua força junto ao prefeito, não podemos nos esquecer de que o Barros é um homem maduro, está no auge de sua vida política, teve uma vitória esmagadora e uma cidade que mais o aplaude do que o critica. Em resumo, Barros é um homem de sucesso.
A explicação para a depressão do prefeito pode estar em outro lugar, envolver outras pessoas, explicar o modus operandi da administração e aqui sim podemos entender com mais clareza o que está realmente acontecendo. Nesse sentido, acho importante dizer que a depressão do prefeito é real, ele está doente, debilitado. Mas a causa, repito, pode ser menos pessoal e familiar e mais os recentes e explosivos problemas que estão prestes a emergir na prefeitura. A bomba é relógio.
O dinheiro dos royalties (responsável por quase triplicar o orçamento da prefeitura) foi cortado pela Petrobrás. Uma investigação, levado a cabo por aquela empresa, já está a caminho e o que pode advir disso pode ser qualquer coisa, desde a constatação de simples problemas técnicos (o que traria o dinheiro de volta) até e, inclusive, a cassação do prefeito, se os problemas descobertos forem graves e de teor jurídico criminal. Os recentes cortes de dinheiro para pagamento de funcionários e prestadores de serviço junto à prefeitura, bem como a limitação até de água e cafezinho sinaliza a gravidade da situação. Nem o famoso presépio que a cidade faz há décadas foi poupado.
Não bastasse isso há uma citação pelo Fisco de um valor de três milhões de reais numa transação da prefeitura com uma empresa que não se sabe ainda se é legal ou não.
Todas estas coisas podem não significar nada, tudo pode ser esclarecido e nada de irregular ser constatado e, as coisas voltarem a sua normalidade na administração. Mas uma coisa é certa, o prefeito está preocupado e seu delicado estado de saúde é uma evidência disso.
Desejo que tudo se esclareça e que ele tenha restabelecido sua saúde para que possa completar seu ciclo no poder.
Luciano Alvarenga

Nenhum comentário: