Redes Sociais conectam ideias e visões de mundo

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Haddad empaca e Russomanno dispara, no Datafolha


Haddad empaca e Russomanno dispara, no Datafolha Rudá Ricci

Todos apostam que a propaganda eleitoral de TV, que começa hoje, deve alterar todo cenário de intenção de votos nas grandes cidades, em especial, em São Paulo. O que teríamos no momento é algo próximo de uma pesquisa com resposta espontânea e, com a TV, algo próximo de uma pesquisa estimulada (quando o pesquisador apresenta uma cartela com o nome dos candidatos). Assim, as pesquisas do momento indicam o grau de conhecimento e empatia natural dos candidatos. E aí, Russomanno está dando um show, o que interessa sobremaneira aos cientistas políticos, que procuram entender as fontes de legitimação das lideranças sociais e políticas. Russomanno capta uma lógica espelhada do eleitor paulistano, conservador, individualista, cioso de seus direitos como consumidor.
As pesquisas podem efetivamente se alterar a partir de hoje. Mas Russomanno já se revelou um fenômeno que merece atenção e análise, por ser o reflexo do eleitor paulistano, sem exposição à carga de informações, marketing e falas de padrinhos.
A seguir, os dados do Datafolha:


Pesquisa Datafolha realizada ontem mostra Russomanno com 31% das intenções de voto, 4 pontos a mais que Serra. Como a margem de erro da pesquisa é de 3 pontos para cima ou para baixo, eles continuam tecnicamente empatados.
Em relação ao levantamento anterior, de 19 e 20 de julho, Russomanno cresceu 5 pontos. No mesmo período, Serra caiu 3.
Esta é a última pesquisa de intenção de voto para prefeito de São Paulo antes do início do horário eleitoral gratuito no rádio e na TV, que começa hoje.
Na disputa pela terceira colocação há quatro candidatos tecnicamente empatados. O petista Fernando Haddad tem 8% das intenções de voto; Gabriel Chalita (PMDB) tem 6%; Soninha Francine (PPS), 5%; e Paulinho da Força (PDT), 4%

Nenhum comentário: