Pular para o conteúdo principal

Salário da Educação em Paraibuna




Os professores de Paraibuna, ainda que este seja um problema de todos os lugares, vem sendo medidos em sua capacidade profissional por meio do resultado do Saresp. Não é incomum que na maioria das escolas as notas do Saresp sejam ruins. Incrível, entretanto, é que apenas esta prova seja o critério de avaliação da formação dos alunos. Os professores são constrangidos a aceitar que notas ruins no saresp, prova esta que não prova nada, é uma evidencia de sua deficiência como docentes.
É claro que o Saresp é a maneira mais rápida e simples de discutir os problemas da educação, mas é o mais ineficiente, incompleto e que mais esconde os problemas reais. E um dos problemas reais da educação são os péssimos salários dos professores e funcionários e, nesse caso o exemplo de Paraibuna é aviltante. Paraibuna passou nestes últimos anos a receber um incremento orçamentário digno da fazer inveja a muitas cidades. A duplicação da Tamoios e os impostos pagos pela Petrobras darão a cidade uma renda PERMANENTE que coloca Paraibuna em ótima posição.
Diante de todos os carros, caminhões, máquinas e prédios novos comprados pela prefeitura o que se pergunta é qual a razão dos professores da cidade continuar a ganhar salários extremamente baixos? Mais baixo que Jambeiro, Caraguá, São Sebastião, Jacareí e São José. A prefeitura tem investido dinheiro em quantias assustadoras em coisas que ainda mal se sabe que função terão, entretanto, os salários dos professores continuam como se a cidade não estivesse recebendo o volume de dinheiro que vem recebendo.
Diante de tanto dinheiro e, acreditem, Paraibuna nunca viu tanto dinheiro, qual a razão de em grande parte das escolas estarmos assistindo funcionários sendo obrigados a fazerem coisas para as quais não foram contratos e nem é da sua obrigação como concursados? Nem se mencione o fato grave que são os salários dos funcionários da educação, uma verdadeira tragédia.
Que os professores tem obrigações para com a formação dos seus alunos não se nega. Mas que a prefeitura tem obrigações para com os professores também precisa ser mencionado. Aqui se pergunte, quem é responsável pela atual situação de descaso com os professores da cidade o prefeito ou, o Diretor de Educação? O Barros mantém os salários dos professores na situação em que está ou, o Sr. Evanio é que usa os professores para “queimar” politicamente o prefeito?
É claro que é o Prefeito em última instância que responde pela Diretoria de Ensino, então o Barros vem assinando em baixo as ações do Diretor de Educação? Ou Barros não acompanha nem sabe o que vem acontecendo no âmbito da educação Municipal? Os professores ganham mal por que Educação não é uma prioridade para o prefeito? Ou a prioridade é outra que não os salários dos professores e funcionários?
Comprar é fácil, especialmente quando se tem dinheiro, difícil é investir em valores que só darão retorno daqui a vinte anos.

Luciano Alvarenga

Comentários

Reginaldo Maciel disse…
Renda Extra, sem comprar e nem vender nada!
ESTE É O MELHOR SISTEMA DE RENDA EXTRA DO BRASIL!
GANHOS DE R$ 150,00 Á 1.500,00 EM POUCO TEMPO
Tudo é ensinado, você tem apoio de uma empresa com mais de 13 anos de atividades e experiência; sem atrapalhar suas atividades atuais e sem ter que comprar, nem vender nada, apenas divulgar. Investindo apenas 25,00 você terá benefícios como:chip da nextel, plano de saúde, previdência privada, ganhos semanais e mensais, e muito mais...
PODE PESQUISAR BASTANTE NA INTERNET,
POIS VERÁ UMA EMPRESA SÉRIA E TRANSPARENTE.
Acesse o site e saiba mais: http://www.frpromotora.com/44627963
veja este video http://www.youtube.com/watch?v=xyWzmE1JTuY
Telefones: (21) 2179 6969 (21) 3497 3771
Av. Érico Veríssimo, 999 - 202 - RJ, 202 - Ed. Barra da TijucaRio de Janeiro - RIO DE JANEIRO - RJ - CEP: 72319017CNPJ: 02.773.549/0001-44
Reginaldo Maciel Empreendedor Web (divulgador)E-mail : reginaldomacielfr@gmail.com

Postagens mais visitadas deste blog

Se o mundo tivesse 100 pessoas LEGENDADO (premio Cannes)

Ter pinto é crime

Luciano Alvarenga
Uma coisa é o movimento feminista, outra, são as mulheres. Feministas gostam de política, ou pelo menos de terem contra o que levantar suas bandeiras de ódio; mulheres gostam de homens e de uma vida alem da política. O movimento feminista foi desde o princípio, pelo menos aquilo que se pode chamar assim, nos anos 1950, não em direção as mulheres, mas contra os homens. O homem sempre foi o alvo do movimento; não se trata de libertar a mulher seja do que for que se imagine ela precise ser liberta, mas de constranger o masculino de tal forma que o movimento feminista, não as mulheres, tenha mais e mais poder. Aliás, o movimento feminista não está nem ai com as mulheres, basta ver o absoluto silêncio desse movimento em relação à presença de um jogador de vôlei masculino (há quem acredite que lhe terem amputado o pênis e convertê-lo numa vagina, o tornou mulher, kkkkk) num time feminino, sem que isso cause o menor constrangimento político no movimento feminista (aqui é mais…

Classe média alta de Rio Preto no tráfico de drogas

Cocaína e ecstasy rolam solto na alta rodaAllan de Abreu Diário da Região Arte sobre fotos/Adriana CarvalhoMédicos são acusados de induzir o consumo de cocaína e ecstasy em festas raveFestas caras com música eletrônica e bebida à vontade durante dois ou três dias seguidos, promovidas por jovens de classe média-alta de Rio Preto, se tornaram cenário para o consumo de drogas, principalmente ecstasy e cocaína. A constatação vem de processo judicial em que os médicos Oscar Victor Rollemberg Hansen, 31 anos, e Ivan Rollemberg, 25, primos, são acusados pelo Ministério Público de induzir o consumo de entorpecentes nesse tipo de evento.

Oscarzinho e Ivanzinho, como são conhecidos, organizam há seis anos a festa eletrônica La Locomotive. A última será neste fim de semana, em Rio Preto. Cada festa chega a reunir de 3 mil a 4 mil pessoas. Segundo a denúncia do Ministério Público, os primos “integram um circuito de festas de elevado padrão social e seus frequentadores, em especial os participa…