Pular para o conteúdo principal

Manifestação dentro da UNILAGO

 REITORIA CONTINUA NOS IMPEDINDO DE TER EDUCAÇÃO DE QUALIDADE Outro ano letivo se inicia na UNILAGO em São José do Rio Preto-SPe vemos mais uma vez um atentado da reitoria contra o bolso dos alunos. A mensalidade dos cursos subiram em média 20 reais, gerando algo em torno de 120 mil reais a mais por mês. E me diz uma coisa, o que mudou na estrutura da faculdade para você? Está generalizado no pensamento dos estudantes de que este aumento é normal, que ele realmente deve acontecer. Continuamos sentados em cadeiras duras de madeira, se um mínimo de conforto, e várias delas nem se quer passaram por alguma manutenção. Mais um ano sem ar condicionado, passando um calor infernal, e pagando um preço nada barato para estudar. Sem dúvida quem mais sofrem com essas condições são as mulheres, que trabalham o dia todo, estudam e, na maioria, ainda fazem os trabalhos domésticos. Em nossa faculdade não se vê aumento de salário real para professores e funcionários. Entra ano e sai ano o número de alunos aumenta, o número de cursos também mais os serviços decaem, pois a contratação de funcionários não segue esse ritmo. Os serviços dentro da UNILAGO ( que deveriam ser nossos de direito) são pagos por exemplo um atestado de matrícula. E para onde vai esse dinheiro? Filas e mais filas denunciam o descaso com o estudante, que passa uma vida universitária de verdadeiro estresse, o que afeta diretamente a qualidade de ensino e o aprendizado do aluno. Está na hora de nós estudantes descruzarmos os braços perante essas situações e mostrarmos que nosso dinheiro não nasce em árvores! Chega de mendigar por migalhas para conseguirmos descontos! Para isso é necessária a organização coletiva dos alunos, a união dos estudantes! *Nem um centavo a mais! Revogação de todos os aumentos de mensalidade! * Por condições dignas de ensino! Chega de filas, de calor e cadeiras desconfortáveis! * Fim da cobrança taxas para retirada de documentos! * Pela participação dos estudantes no conselho administrativo da faculdade!

Comentários

Anônimo disse…
não achei legítimo esse protesto... O povo tá reclamando a falta de ar condicionado e o aumento de 20 reais nas mensalidades de um ano pra outro, qualquer faculdade aumenta isso por ano... è pq tudo aumenta de preço, esse povo não manja nada de administração! Acha que é fácil as coisas.. e se por ar vai ficar mais caro ainda pra eles estudarem lah! Mulecada inocente e mimada!
Anônimo disse…
Pra mim a palhaçada maior é um bando de sem noção que não sabe conversar e não sabe olhar em volta para saber o que esta sendo feito na faculdade como a cobertura, os cursos de extensão gratuitos e laboratorios otimos como a unilago tem para sair gritando pela faculdade querendo 20 reais a menos na mensalidade e ar condicionado enquando outros alunos que trabalham da mesma forma e fazem até mais sacrificios para pagar a faculdade, tentam sem sucesso assistir as aulas com essa idiotice de protesto sem principios.
Se não esta feliz com a faculdade se muda e pronto, vai pesquisar e ver que isso é em todas as faculdades não é só na unilago, unirp, unip e qqr outra.
Anônimo disse…
E só uma pergunta para esse povo do protesto, por acaso a casa de vcs tem ar condicionado em todos os comodos??? acho que não né... vc mora em uma cidade que o clima é quente e quer exigir um clima melhor da faculdade?? se tivesse ar condicionado iriam reclamar que gela muito ou pouco ou qqr outra coisa...
Anônimo disse…
Estudo na unilago e acho que o maior problema lá não são esses...o protesto ao meu ver é de um pessoal meio sem noção,mesmo porque pra que o ar condicionado se a maioria desses inteligentes jovens ficam do lado de fora naquele "nojento" bar chamado sai de baixo?????quer melhorar a unilago? precisa os professores ganharem melhor para termos um ensino de qualidade e o pessoal assistir aula....solução talvez seria fechar o sai de baixo...la não tem ar condicionado...tem coisas bem piores...
Pessoal vá fazer protesto melhor...tenha dó...
Jana Escremin disse…
Acho o protesto digno sim! É um absurdo pagar taxas para retirada de documentos! Nasci em outra cidade onde a faculdade cobra absurdos na mensalidade, porém TODAS AS SALAS são equipadas com cadeiras confortáveis, ar condicionados, e até criou-se uma outra cidade universitária. Sem contar que 80% dos professores não são apenas graduados, e sim doutores e mestres, coisa que falta no meu curso (apesar de ter ótimos professores)! A faculdade não quer fazer bom uso do dinheiro dentro da instituição pois para quem vai lucrar 120 mil a mais um simples protesto não faz muitas cócegas.

Sou estudante da Unilago, porém por questões maiores, ela é a ÚNICA faculdade na região que tenho condições e que possui o curso que faço (que por acaso não fechou turma esse ano e a faculdade fingiu nem se importar, AFINAL O QUE É UM CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS?).

Não faço parte de protestos, não fico gritando muito menos causando tumulto nos lugares, porém É NECESSÁRIO que algo seja feito. A Unilago é uma faculdade pronta para ser a melhor da região, e o comodismo do "dinheiro fácil" não a deixa crescer. Um exemplo é o pagamento de dois seguranças nas catracas que usam da má educação e do tumulto para proibir os estudantes que querem continuar sem ter feito a matrícula. Acredito que existem outras maneiras de resolver certos problemas e principalmente usar nosso dinheiro para ativar as catracas já que é um problema!

Uma pena....

Postagens mais visitadas deste blog

Se o mundo tivesse 100 pessoas LEGENDADO (premio Cannes)

Ter pinto é crime

Luciano Alvarenga
Uma coisa é o movimento feminista, outra, são as mulheres. Feministas gostam de política, ou pelo menos de terem contra o que levantar suas bandeiras de ódio; mulheres gostam de homens e de uma vida alem da política. O movimento feminista foi desde o princípio, pelo menos aquilo que se pode chamar assim, nos anos 1950, não em direção as mulheres, mas contra os homens. O homem sempre foi o alvo do movimento; não se trata de libertar a mulher seja do que for que se imagine ela precise ser liberta, mas de constranger o masculino de tal forma que o movimento feminista, não as mulheres, tenha mais e mais poder. Aliás, o movimento feminista não está nem ai com as mulheres, basta ver o absoluto silêncio desse movimento em relação à presença de um jogador de vôlei masculino (há quem acredite que lhe terem amputado o pênis e convertê-lo numa vagina, o tornou mulher, kkkkk) num time feminino, sem que isso cause o menor constrangimento político no movimento feminista (aqui é mais…

Sem chão nem utopia

Luciano Alvarenga A grande promessa da modernidade foi oferecer liberdade contra tudo e qualquer coisa que pudesse impedir os indivíduos de fruírem a vida sem amarras. Podemos dizer que, tal liberdade foi conquistada plenamente, e ainda que alguns resquícios de passado, com suas imposições e limites ainda resistam, derretem rapidamente nesse momento; não deixando atrás de si nada que possa servir como estandarte pra novas rebeliões. Não há contra o quê se rebelar. Todos os sólidos do passado, seja moral ou secular, estão liquefeitos; ao indivíduo resta apenas o destino de se guiar, tendo a si mesmo como referência. Ao mesmo tempo em que goza de todas as liberdades, vividas ou sonhadas, realizadas ou posta como possibilidade, o que se desenha nas pegadas daquele indivíduo é o medo, o receio, a insegurança, a incerteza em relação a si mesmo e aos seus destinos possíveis. A própria ideia de destino nada mais é que uma imagem, uma ilusão de quem ainda pensa que se guia de acordo com alguma r…