Pular para o conteúdo principal

Monsanto é a tragédia


AVANÇO DE KALI-YUGA

Caros,

Liminar concedida à MONSANTO recolhe cartilha sobre produtos orgânicos - VAMOS DISTRIBUIR?

A cartilha "O Olho do Consumidor" foi produzida pelo Ministério da Agricultura, com arte do Ziraldo, para divulgar a criação do Selo do SISORG (Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade Orgânica) que pretende padronizar, identificar e valorizar produtos orgânicos, orientando o consumidor. Infelizmente, a multinacional de sementes transgênicas Monsanto obteve uma liminar em mandado de segurança que impediu sua distribuição. O arquivo foi inclusive retirado do site do Ministério (o link está "vazio").

Em autêntica desobediência civil e resistência pacífica à medida de força, estamos distribuindo eletronicamente a cartilha.

Se você concorda com esta idéia, continue a distribuição para seus amigos e conhecidos.

CARTILHA AQUI: http://www.redezero .org/cartilha- produtos- organicos. pdf

Mas se vc acha um absurdo a Monsanto proibir esta cartilha, saiba que ela quer patentear o DNA porco ao redor do mundo... Para isso, há mais de 20 anos ela modificou geneticamente a soja, que alimenta o porco. O que os criadores não sabiam é que no meio dessa modificação genética da soja, havia componentes que modificavam o porco e comprometiam a reprodução (tornando-os estéreis lentamente, com o passar dos anos, para que ninguém percebesse o que estava acontecendo) e agora querem patetnear este novo porco, geneticamente modificado. A patente é só a finalização de um antigo projeto em andamento...

Infelizmente, não achei o link do documentário que assisti sobre o tema há tempos atrás, mas segue aqui o link de um outro, "patente do gene do porco"

http://www.youtube. com/watch? v=ssNtR3bhSek

Ah, é bom lembrar que o homem tb come soja trangênica!!!
Ou pelo menos o óleo dela...

E aí a gente pergunta: como chegamos a esse ponto?
Segue um vídeo institucional da empresa. Deixemos que ela mesma se pronuncie...

http://www.youtube. com/user/ monsantobrasil? blend=10& ob=5#p/u/ 47/TPy7BpJe1LA

Abs,
Isabélá Borgés
Terapeuta Holística
F: 19 8103 3653

www.alquimiadacura. blogspot. com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Se o mundo tivesse 100 pessoas LEGENDADO (premio Cannes)

Ter pinto é crime

Luciano Alvarenga
Uma coisa é o movimento feminista, outra, são as mulheres. Feministas gostam de política, ou pelo menos de terem contra o que levantar suas bandeiras de ódio; mulheres gostam de homens e de uma vida alem da política. O movimento feminista foi desde o princípio, pelo menos aquilo que se pode chamar assim, nos anos 1950, não em direção as mulheres, mas contra os homens. O homem sempre foi o alvo do movimento; não se trata de libertar a mulher seja do que for que se imagine ela precise ser liberta, mas de constranger o masculino de tal forma que o movimento feminista, não as mulheres, tenha mais e mais poder. Aliás, o movimento feminista não está nem ai com as mulheres, basta ver o absoluto silêncio desse movimento em relação à presença de um jogador de vôlei masculino (há quem acredite que lhe terem amputado o pênis e convertê-lo numa vagina, o tornou mulher, kkkkk) num time feminino, sem que isso cause o menor constrangimento político no movimento feminista (aqui é mais…

Sem chão nem utopia

Luciano Alvarenga A grande promessa da modernidade foi oferecer liberdade contra tudo e qualquer coisa que pudesse impedir os indivíduos de fruírem a vida sem amarras. Podemos dizer que, tal liberdade foi conquistada plenamente, e ainda que alguns resquícios de passado, com suas imposições e limites ainda resistam, derretem rapidamente nesse momento; não deixando atrás de si nada que possa servir como estandarte pra novas rebeliões. Não há contra o quê se rebelar. Todos os sólidos do passado, seja moral ou secular, estão liquefeitos; ao indivíduo resta apenas o destino de se guiar, tendo a si mesmo como referência. Ao mesmo tempo em que goza de todas as liberdades, vividas ou sonhadas, realizadas ou posta como possibilidade, o que se desenha nas pegadas daquele indivíduo é o medo, o receio, a insegurança, a incerteza em relação a si mesmo e aos seus destinos possíveis. A própria ideia de destino nada mais é que uma imagem, uma ilusão de quem ainda pensa que se guia de acordo com alguma r…