Redes Sociais conectam ideias e visões de mundo

terça-feira, 14 de junho de 2011

A maconha atrapalha o mercado do tráfico


Segue o movimento pela descriminação da maconha levado a cabo por muitas pessoas sendo a mais proeminente delas o ex-presidente FHC.
Entendo que FHC esteja nessa causa, é interessante para ele que não depende mais de votos estar a frente de um movimento. Mas acho que ele poderia ter escolhido algo mais moderno, mais premente, não me parece uma causa do tamanho do FHC.
É claro que o flagelo das drogas é crucial e importante, mas FHC poderia ter se levantado em prol da educação por exemplo, é muito mais fundamental por que teria como conseqüência uma mudança na relação dos jovens com as drogas.
Agora por que de repente essa luta internacional, especialmente na América latina e estados unidos pela descriminação da maconha? Já disse aqui que descriminar a maconha não muda nada no quadro trágico da violência urbana e do tráfico.
Aliás, a descriminação da maconha é o primeiro passo para a legalização da erva e provavelmente o seu cultivo por empresas, cervejarias?, “compre uma cerva e leve um baseado”.
A maconha é contraproducente para a logística do tráfico. Maconha é muito volumosa, dá muito trabalho transportar e rende financeiramente muito pouco. Por ser leve e volumosa ocupa muito espaço, atrapalha a logística de outras drogas mais caras e de maior rendimento financeiro como a cocaína.
Tirar a maconha do mercado negro da droga vai ajudar muito o tráfico que poderá se dedicar as drogas de maior rendimento. Aliás, o crake e o oxi estão ai para serem vendidos aos antigos usuários de maconha.
Aqui é que está a questão irônica, talvez o tráfico de drogas seja o maior interessado em que liberar a maconha.
Quem assistiu o tropa de elite 2 deve estar entendendo o que digo. Os donos do tráfico mundial de drogas não moram nos morros, moram nos palácios e condomínios da vida.

Um comentário:

MESTRE MUKA disse...

Caríssimo professor Luciano, se já vendemos cigarro e bebidas para menores, e estes menores a cada dia tem mais cara e corpo de gente grande, imagina o caos que queria, a maioria andando, dirigindo, assistindo aula, "drogados", "passados". Não haveria hora, nem lugar, e nem um significado pra isso, simplesmente seria para aliviar o stress do trabalho ( na hora do trabalho ) como é o cigarro hoje. Ou para aliviar a tensão da aula ( na hora da aula ), infelizmente nem todos tem a capacidade, o significado e o autocontrole(usar nas horas adequadas onde não se atrapalhe o direito do próximo) para usarmos a erva.
Concordo plenamente, teríamos mais traficantes de drogas pesadas, por que são elas que dão dinheiro hoje. Caos! A onde vamos parar?