Redes Sociais conectam ideias e visões de mundo

segunda-feira, 2 de maio de 2011

O que existe nessa molecada que seja nosso


Numa sociedade do divertimento é fácil imaginar que é possível levar a vida fugindo dela.
Porque ficar em casa curtindo uma deprê se sair ir a um bar e beber é mais fácil e certamente melhor, certo? Errado.
Tá fácil imaginar que a vida é simples, que as coisas no fim dão certo, e está fácil porque estamos seduzidos pelas facilidades do mundo eletrônico.
Achamos que qualquer coisa que façamos independente do que seja e de suas conseqüências, podemos consertá-las, mudá-las quando quisermos.
Vejo muitos jovens casais com seu bebe no colo cada qual olhando em direção ao perdido e querendo desaparecer dali, querendo saber o que foi que fizeram para serem punidos daquela forma.
Estes dias no shopping vi um casal assim, muito novos, cada um olhando para um lado e o bebe olhando para os dois. Perdidos, esquecidos, pensando como foi que passaram da creche para aquela situação.
A vida esta sendo vendida como se fosse uma festa em que a coisa mais difícil é escolher qual bebida vai se tomar, se uma ou se todas. Esta geração que ai está cheia de informação que não serve para nada, entupida de celular e contas na web pensando que dominarão o mundo assim que quiserem e mal sabem que estão sendo engolidos antes mesmo de serem adultos.
E nos adultos que nada queremos, nada falamos, nada pensamos, nada criticamos, não sabemos o que dizer a eles, pior, vivemos nossa inveja destes adolescentes que perdemos sem ter dado a eles nada que seja nosso.
Damos carros, damos estudos, damos nada muitas vezes, mas nosso mesmo, o que damos? O que existe nessa molecada que seja nosso, o que eles levarão pela vida que herdaram de nós? Nada.
Que triste para nós, tivemos filhos, lhes damos o melhor que podemos, aconselhamos que vivam suas vidas sem cessar e sem pensar em nada, porque nada oferecemos para que pensem, não podemos dizer para que sejam como nós por que estamos arrependidos de sermos o que somos, a única coisa que dizemos para que façam é estudar. Mas nem sabemos por que dizemos isso, tendo em vista que muitos de nos estudamos e não sabemos se foi bom. O nome disso é crise.













Nenhum comentário: