Redes Sociais conectam ideias e visões de mundo

quinta-feira, 14 de abril de 2011

O que o PSDB precisa entender claramente, especialmente em São Paulo


Por que o PSDB está sem discurso. O que aconteceu com o PSDB desde que FHC deixou o governo em 2002.
Bom, tudo o que aconteceu com o PSDB está estritamente associado ao ser irmão paulista o PT. Quem lembra os discursos do PT do passado são dois tipos de gente, os que consideram o PT traidor de suas antigas bandeiras, PT hoje seria um partido da ordem. E os que consideram que a mudança de discurso do partido dos trabalhadores foi fundamental para seu amadurecimento e chegado ao poder. O PT seria um partido que amadureceu com a sociedade brasileira.
O amadurecimento do PT significou o entendimento que a sociedade brasileira é conservadora, avessa a rupturas e que as mudanças precisam ser graduais. Por isso Lula manteve a política econômica de FHC, piorou os juros, mas fez o que o PSDB não fez, desenhou o maior programa de resgate social da história brasileira. Isso é um fato, não é uma questão de ser petista.
E o PSDB, viu o PT criar o maior celeiro eleitoral do mundo. 40 milhões de pessoas da nova classe media votam ou tendem a votar no PT. O que impedia o PT de ganhar antigamente, o povão. O que fez ele no poder, deu as entradas para o mercado de consumo para a massa do povo.
O PSDB está restrito a classe media tradicional, não tem acesso ao povo, e sem saber o que dizer.
O que o PSDB precisa entender claramente, especialmente em São Paulo. Ele precisa de bandeiras, lhe uma, Educação.
PSDB caminha para 20 anos no poder em São Paulo, e a educação é uma tragédia. Se mudar isso nos próximos 8 anos com salários ótimos para a classe professoral, escolas de verdade e não entulho de gente, formação integral com capacitação profissional no segundo período, parcerias escola empresa com remuneração para alunos com bom desempenho. Em 8 anos o PSDB tem algo a dizer ao resto do país. Caso contráirio.
Outra, o discurso do PSDB atrelado a educação deverá ser o da sustentabilidade ambiental, de verdade. Para isso deverá transformar as escolas em laboratórios de pesquisa. Soma-se a isso um projeto desenvolvido em cidades médias e grandes em parceria com o governo estadual de uma política de transporte público coletivo revolucionário, nos moldes de Curitiba.
É isso ou pega o boné e assiste o PT ficar 25 anos poder.
A última, precisa dar uma arejada no partido, se continuar com essa cacicada que não pensa, sem chance.
O Fernando Hadad da educação e o Gabriel Chalita vem ai para tentar destronar o PSDB paulista do poder Estadual.

Um comentário:

dan disse...

É sempre possível que erramos em nossas análises, mas, sempre que feita com correção não seremos levados à tristeza. Alvarenga,em suas análises vejo uma tristeza danada de o governo tucano não dar certo. O tucanato está longe do "povão". Enquanto vcs tiverem em suas fileiras FHC, Paulo Renato e Serra, não vão avançar de modo algum. Aécio mostrou que tem discurso tolo foi o que fez em quase cinco horas de leitura no Senado.