Redes Sociais conectam ideias e visões de mundo

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Cristina Mortágua é transferida para presídio no Rio

Cristina Mortágua é transferida para presídio no Rio

Ex-modelo foi presa após agredir delegada com uma 'joelhada'

selo
Foto: Agência O Globo
A ex-modelo Cristina Mortágua é transferida da 16ª DP (Barra da Tijuca) para a Polinter
A ex-modelo Cristina Mortágua, presa em flagrante na segunda-feira (7) após agredir uma delegada, foi transferida no final da manhã desta terça-feira (8) para a carceragem da Polinter, no município de Magé, Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Civil, ela poderá ser solta após o pagamento de uma fiança, no valor de R$ 6 mil.
De acordo com a polícia, o Ministério Público do Rio deverá instaurar um inquérito sobre a agressão. A ex-modelo pode ser condenada a cinco anos de prisão por desacato, resistência e injúria. A ex-modelo, que teve um filho com o jogador Edmundo, foi presa em flagrante, na Barra da Tijuca, após xingar policiais e dar uma 'joelhada' no abdômen da delegada Daniela Rebello.
Cristina passou a noite de segunda-feira na carceragem da 16ª DP (Barra da Tijuca) e, segundo o titular Rafael Willis, ela se alimentou como todos os outros detentos e não fez nenhum tipo de reclamação. “O filho não esteve mais aqui depois de prestar queixa, mas a mãe dela fez uma rápida visita ontem no final do dia”, relatou o delegado ao iG.
Agressão
Cristina foi na segunda-feira à 16ª DP, onde seu filho de 16 anos estava prestando queixa contra ela por agressão. Durante depoimento à delegada de plantão Daniela Rebello, o jovem mostrou uma sacola cheia de medicamentos, que, segundo ele, eram diluídos e a ex-modelo aplicava na própria veia.
Enquanto ele prestava queixa, Cristina jogou um aparelho celular na cabeça do adolescente e acabou sendo retirada da delegacia. A delegada então acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para tentar acalmar a ex-modelo, que passou a gritar dizendo que não seria atendida e por fim tentou se jogar na frente dos carros que passavam.
Cristina voltou para o interior da delegacia e foi avisada por Daniela Rebello que representantes do Conselho Tutelar estavam a caminho. Mais nervosa ainda, Cristina passou a xingar e a agredir os policiais, chegando até a dar uma 'joelhada' no abdômen da delegada.
Ao ser levada para exame de corpo delito, a ex-modelo tentou justificar sua atitude: "Meu filho é gay e faz uso de drogas".
*com Beatriz Merched, iG Rio de Janeiro

Nenhum comentário: