Redes Sociais conectam ideias e visões de mundo

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Casal cuida bem de criança virtual e deixa filha real morrer de fome

Casal cuida bem de criança virtual e deixa filha real morrer de fome

A criança virtual
Anima, a criança que recebia toda a dedicação

A criança real.
O bebê morreu de inanição

Um casal sul-coreano – ele com 45 anos e ela com 25 – passava a maior parte do tempo jogando game. A sua filha de três meses ficava sozinha em casa. Ela era alimentada por apenas uma mamadeira por período.

Numa manhã de setembro do ano passado, depois de passar a noite toda no cybercafé, o casal de sobrenome Kim encontrou a filha morta.

A polícia descobriu que a criança tinha morrido de fome. O corpo estava magro, subnutrido.

O casal gosta muito do jogo Prius, que se trata de proteger a menina virtual Anima -- que estava sendo muito bem cuidada.

Os Kim obtêm boa boa pontuação na defesa de Anima dos ataques de personagens malvados. Eles só não conseguiram defender o bebê de seu próprio vício.

Nesta terça (2), a polícia prendeu o casal  -- que estava fugido -- na província de Gyeonggi, próximo de Seul, informa a agência Efe.
 
O casal, que se conheceu pela internet, fica mais de 12 horas por dia ligado em games. Naquele país, não se trata de um caso isolado.

A população da Coréia de Sul é de 49 milhões de pessoas. Desse total, 17 milhões são jogadores. Os considerados pelo governo como viciados são 300 mil. Destes, de acordo com dados de 2007, os casos mais graves chegam a 30 mil.

Casos como o do casal Kim ou o do homem de 32 anos que recentemente morreu depois de ficar cinco dias conectados na internet.

Nenhum comentário: